Bacharelado, licenciatura ou superior de tecnologia?

Conheça as principais características dessas três modalidades de graduação superior.

A maior parte dos cursos de graduação no Brasil, incluindo as instituições de ensino do sul de Minas, é de bacharelado, representando a maioria das profissões formais do mercado de trabalho – medicina, enfermagem, administração, direito, publicidade e propaganda, arquitetura e urbanismo, entre outras.

A licenciatura é uma modalidade de graduação voltada para a formação de docentes. Profissionais licenciados(as) têm como principal mercado de trabalho o próprio sistema educacional – escolas das redes pública ou privada de educação infantil ou dos ensinos médio e fundamental. Além disso, podem atuar em editoras (em funções como produção de material didático, revisão e tradução) e, ainda, nas áreas de interpretação e secretariado, entre muitas outras opções.

Já o curso superior de tecnologia é voltado para a formação de profissionais técnicos (tecnólogos) para o mercado de trabalho. As opções dessa modalidade de graduação são tão diversificadas quanto as necessidades do setor profissional, cada vez mais seletivo e específico em suas áreas de atuação.

Diferenças

A principal diferença entre as três modalidades está na duração do curso e na grade curricular.

O bacharelado e a licenciatura têm, geralmente, duração de quatro a cinco anos, exceto cursos da área de medicina, por exemplo, que são mais longos e envolvem formação complementar, como residência médica.

No caso da licenciatura, a duração do curso é, em geral, de quatro anos. A grade curricular acrescenta disciplinas pedagógicas necessárias à função de lecionar.

Já o superior de tecnologia é uma versão resumida do bacharelado, com menor base teórica e mais conteúdo prático de natureza técnica. A duração varia de dois a três anos conforme a área e o projeto pedagógico do estabelecimento de ensino.

Nenhum comentário